5 Dicas Nutricionais Para Reduzir Seu Estresse Um Guia Para viver Melhor

 

5 Dicas Nutricionais Para Reduzir Seu Estresse

A relação entre estresse e dieta é constantemente estudada, mas já temos muitos conhecimentos sobre o assunto. Neste artigo, você descobrirá 5 dicas práticas para reduzir o estresse diretamente através de suas escolhas alimentares.

  1. Promover A Sua Digestão

Para uma digestão fácil, dê ao seu estômago um feriado real e coma uma refeição de frutas e vegetais e, se possível, coma-os crus. Você ajudará seu estômago e seu fígado, seus intestinos e seus rins.

Por alguns dias, concentre-se em alimentos que digerem rapidamente e evitem alimentos que são particularmente lentos para digerir: cenouras e vegetais de raízes em geral, milho e aveia, arroz integral, legumes, produtos lácteos, carne.

  1. Encontre O Sabor Em Outro Lugar

Todos estamos à procura de pratos saborosos, mas os produtos preparados comercialmente que contêm muita gordura, ou excessivamente salgados, todos os seus pratos para satisfazer os requisitos de sabor, é muito ruim para a sua saúde e, claro, para a sua figura, especialmente se você quer perder peso do abdômen. Também impede seu corpo de liberar toxinas e, assim, promove o estresse.

Então, você tem que encontrar o sabor que você anseia em outros lugares, e é mais fácil do que você imagina se você usa um método de cozinhar que preserva o sabor da comida, como cozinhar em papel alumínio.

  1. Consumir Alimentos Ricos Em Vitamina B6

Se o estresse e a nutrição estão diretamente relacionados, é em parte porque, quando seu corpo está sob estresse, pode evitar a absorção ou assimilação ótima de certos nutrientes essenciais. Este é o caso de vitaminas e minerais, alguns dos quais são particularmente importantes para lutar contra o estresse.

O magnésio, um excelente ante estressor, é melhor absorvido com vitamina D e vitamina B6. A vitamina D é difícil de encontrar no inverno porque vem principalmente do sol, mas a vitamina B6 é fácil de encontrar na dieta: as aves caipiras, o salmão e o atum são excelentes fontes, bem como bananas ou maçãs.

Quando o corpo não tem vitamina B6, as primeiras manifestações geralmente são exibidas com mudanças de humor e depressão. A vitamina B6 está particularmente ausente em produtos alimentares industrializadas.

  1. Simplifique Suas Refeições

Uma maneira realmente rápida de gerenciar o estresse, a dieta e também para parar os problemas digestivos é tentar simplificar suas refeições. Faça o teste por uma semana:

5 Dicas Nutricionais Para Reduzir Seu Estresse

5 Dicas Nutricionais Para Reduzir Seu Estresse

Refeições Estruturadas:

Prato com carne

Prato com peixes e vegetais

Saladas de folhas orgânicas (de preferência)

Legumes a vontade (preferência orgânicos)

Alimentos Que Podem Combater O Estresse

1 – Nozes

2 – Amêndoas

3 – Brócolis

4 – Espinafre

5 – Linhaça

6 – Peixes

  1. Simplificando Seus Pratos

Se você consumir produtos pré-preparados, escolha os produtos mais simples possíveis, incluindo produtos congelados. Por exemplo: peixe branco congelado em vez de peixes empanados, fatias de abobrinha em vez de berinjelas grelhadas.

Quanto mais você simplificar seus pratos, evitando os produtos mais refinados, seu estômago é capaz de digerir mais rápido absorvendo na corrente sanguina nutriente que as vezes não são bons para o nosso corpo. Portanto meu conselho como alimentos com mais fibras, como pão integrais, muito frutas e frutas legumes e folhas de preferência orgânicas.

Alimentos Que Deve Consumir Com Moderação

Alimentos ricos em gordura: alimentos gordurosos como pratos de carne ou queijo e muitos produtos assados ​​engrossam nosso sangue, o que, por sua vez, nos faz sentir cansados, até letárgicos. Esta não é claramente uma boa maneira de reduzir o estresse! Mesmo apenas uma refeição rica em gordura pode aumentar nosso risco de ataque cardíaco.

Cafeína: muitos de nós lidam com uma falta de sono induzida pelo estresse ao recorrer ao café, chá e colas. Infelizmente, a cafeína permanece nos nossos sistemas mais do que muitos percebem. Reduzir a cafeína pode ajudar com problemas de sono e nervosismo.

Açúcar: Como carboidrato, o açúcar tende a nos acalmar. O problema com o açúcar é que é um carboidrato simples para que ele entre e saia da corrente sanguínea rapidamente, fazendo com que, de fato, “colapse”. Por outro lado, os carboidratos complexos, como macarrão, feijão e lentilhas, as partes de alimentos farpadas, aliviam sem nos fazer cair.

3 Total de Visitas 1 Visita Diaria

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *